A promessa de contentamento

Foi o engenho humano a conseguir, desafiando a Natureza, equivaler em vidro o que nela é o puríssimo quartzo. Foi na Boémia no século dezoito que se deu a alquimia através do chumbo, antes que tudo se transformasse, a cópia hoje a tentar nivelar-se ao original, ao cristal inglês. 
Imponente, sobrepondo-se, majestoso, à simplicidade do lugar, o pesado "chandelier" olhava-me, incendiado de luz, os pingentes quais lágrimas dos tempos pelos quais passou aquela casa, refractando todas as cores existentes no arco-íris e o branco uno, de tudo resultante a pureza do símbolo perfeito. O clique do velho interruptor a tudo restituiu penumbra e intimidade. Apenas o abafado som vindo da saleta em frente, morna provocação à curiosidade, oferecia à sofreguidão de quem está sozinho a promessa de contentamento.